Estatísticas

A presença de brasileiros no Sistema ONU não é nova. Mas os números são muito baixos e o Brasil é considerado “país sub-representado” pela própria ONU

Com o objetivo de aumentar a presença brasileira no Sistema das Nações Unidas, o UNIC-Rio lançou a iniciativa “Brasileiros na ONU“, que recebeu todo o apoio da REBRAPAZ. Assim, por meio de nosso site e página do Facebook, contribuiremos, de nossa maneira, ao esforço maior de aumentar a representação de nossos compatriotas no Sistema ONU.

 

DADOS

(os dados mais recentes são de 31/12/2016)

Um documento da Assembleia Geral (A/72/123) demonstra que há 39.651 civis trabalhando no Secretariado da ONU. Desses, apenas 173 são brasileiros (84 mulheres e 89 homens), representando 0,44% do total

Se considerarmos apenas os professionals (nível P) e os de nível sênior (nível D e acima), há apenas 46 brasileiros (19  mulheres e 27 homens) em um universo de 3.005 pessoas, ou 1,53% do total.

No âmbito das agências, programas e fundos da ONU, foi feito um levantamento de contratos com duração maior que 1 ano, que abarca os professionals, G staff e Field Services, e exclui contratos temporários como consultores e UNV (CEB/2017/HLCM/HR/21). De um total de 97.891 funcionários, apenas 719 são brasileiros, ou seja, 0,73%. Praticamente metade desses brasileiros (357) trabalham em território nacional, não apenas em Brasília, Rio de Janeiro ou São Paulo, mas também em Belém, Fortaleza, Manaus, Porto Alegre, Recife, Salvador e São Luís.